segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Estar de volta

               

 E tem uma parte do caminho que a gente para e olha para trás, não pela vontade de voltar, mas pra gente confirmar o quanto caminhamos e, nossa, quanto caminhamos! A vida é um desenrolar de histórias que só ocorrem enquanto a gente segue em frente e que só as vislumbramos quando saímos da nossa correria e paramos para apreciar a paisagem.
                Há muito tempo deixei de escrever aqui, queria poder dizer o motivo principal, mas sinceramente... Não sei! Talvez tenha perdido o contato comigo mesmo enquanto tentava entrar em contato com o mundo o qual eu vivia. Mal sabia eu o quão tolo eu estava sendo (risos), quando jovens a gente se perde da gente por motivos tão bobos! Não que isso mude quando crescemos, afinal, ninguém sabe ao certo o que significa crescer... Talvez seja parar de ter medo de ser chamado de infantil quando se tem determinada atitude porque a gente entende que estamos preparados para vivenciar as consequências daquilo, talvez seja ir na sorveteria da esquina e comprar um sorvete de todos os sabores, ou sentar na mesa do bar e tomar uma com os amigos, compartilhar histórias sem medo de ser julgado! Ainda não sei, estou descobrindo!
                Mas posso dizer que crescer é aprender que entrar em contato consigo mesmo é essencial! Que não se deve perder a essência daquela conversa íntima no silêncio! Ficar mais velho é entender que você já nasceu como seu melhor amigo e por isso você consegue estar de coração aberto para com os demais! Quando a gente não tem esse contato interior, quando a gente não consegue se abraçar, se dar um bom conselho, significa que ainda temos um longo caminho a trilhar! E sinceramente, a vida tem me mostrado que eu nunca devia ter deixado essa doçura no caminho. Tentaram me ensinar a ser mais esperto, mais mesquinho, mais rude eventualmente... Agradeço a Deus ter falhado em aprender isso! A vida é muito curta pra levar essas coisas na bagagem... A vida é muito curta pra levar qualquer coisa pesada na bagagem!
                A última vez que escrevi, postei uma letra de uma música que falava que um dia eu seria grande o suficiente para não ser mais pisado e estaria morando em uma grande e velha cidade, me sentindo bem, esquecendo do que me fez mal... Nunca pensei que se tornaria realidade! Não por vingança, mas por realização pessoal. E embora ainda não tenha um tostão furado no bolso, ainda sinta que o mundo é muito gigante pra esse pedaço de grão de areia que eu sou e não faça ideia do que me reserva pela frente, sinto que a vida está exatamente como deveria! Gostosa, pura, vida sendo vida! E não tem nada melhor do que saber que com alegrias ou tristezas eu tenho a oportunidade de sentir tudo isso novamente assim que acordo! Quão agraciado nós somos por poder vivenciar essas situações no momento seguinte!
                Não vivo mais na casa dos meus pais, não vivo mais perto das pessoas que me colocavam para baixo, não vivo mais perto da pressão de ser “o bom samaritano”, não vivo mais com nenhum medo ou peso nas costas, não tenho mais que manter a imagem do bom moço... Não tenho mais que apertar contra o peito nada que machuca, nada que sufoca... Não tenho mais que me prender! Eu voei! Abri as asas e voei e abri o meu mais belo sorriso. Ainda tenho meu quarto (novo), embora não possa pintar as paredes desse isso não me incomoda pois aprendi a pintar as paredes da vida, colorir e transbordar essas cores para as pessoas que tocam minha vida. Quando entramos em contato com nosso interior descobrimos que somos um universo maior do que aquele que as pessoas dizem que somos (mas elas não deveriam dizer, já que dificilmente elas entrarão em contato tão profundo com o que nós somos) e esse universo permite compartilhar!
                A lição que a vida tem me ensinado é que eu sou faço minhas regras, mas eu também não preciso ser tão rigoroso comigo mesmo. Nós não precisamos ser rigorosos conosco! Procuramos tanto o amor nos outros porque muitas vezes nós nos tratamos tão mal! O segredo é olhar no espelho e amar a pessoa que te olha de volta, entender que ela é a pessoa que mais merece sua atenção. Quando amamos e a tratamos bem, trataremos bem qualquer outra pessoa sem esperar anda em troca, de coração aberto. As vezes a gente só precisa parar pra respirar para encontrar nosso ponto de equilíbrio e eu, que estava perdido me buscando num mundo que eu não pertencia, me encontrei no meu mundo. Estou de volta! Com um universo renovado e pronto pra compartilhar cada momento! Eu voltei! Speaking by myself, para quem quiser ouvir!

Um comentário:

  1. Amei!!! Estou encantada!! Apaixonada!!! ❤️❤️❤️❤️❤️

    ResponderExcluir